Brasil deve ficar na 'lista vermelha', restritiva, de turismo na União Europeia

Brasil deve ficar na 'lista vermelha', restritiva, de turismo na União Europeia A medida se aproxima da temporada de verão, quando alguns cidadãos poderão entrar livremente no espaço europeu Por AFP 23/05/21 - 20h52

Brasil deve ficar na 'lista vermelha', restritiva, de turismo na União Europeia
Visitantes fazem no castelo de Chambord, em 23 de maio de 2021, em Chambord, no centro da França, enquanto a França facilita as medidas adotadas para conter a propagação do Covid-19. A França reabriu seus museus e culturais localizados em 19 de maio de 2021. Foto: GUILLAUME SOUVANT / AFP

Os países membros da União Eurpeia (UE) devem estabelecer a partir de hoje até 9 de junho uma lista de países não europeus, cujos cidadãos poderão entrar livremente no espaço europeu, declarou o chefe da diplomacia francesa no domingo (23). "O objetivo é ter até 9 de junho esta lista, ou o mais rápido possível", declarou Jean-Yves Le Drian ao programa "Le Grand Jury" da RTL, Le Figaro e LCI.

Esta categoria "verde" facilitará vir à Europa "sem nenhuma dificuldade, exceto controles sanitários mínimos", disse em mais detalhes. Será feita uma "lista laranja" que registrará os países cujos habitantes deverão ter recebido uma "vacina reconhecida" pela UE e uma "lista vermelha" que exigirá medidas ainda mais restritas, como é o caso da circulação das variantes da Covid-19, garantiu Le Drian.

Esta "lista vermelha" inclui países como o Brasil, Argentina e a Índia.    

A medida se aproxima da temporada turística de verão e a UE se pôs em comum acordo na quarta-feira para autorizar a entrada de visitantes de terceiros países que tenham recebido as doses necessárias de vacinas anti-Covid autorizadas no continente europeu.

Devido à propagação do vírus indiano, a Alemanha impõe um período de isolamento de duas semanas no domingo para viajantes do Reino Unido, que não pode ser reduzido mesmo se o teste de Covid for negativo.